Saúde e Lazer

16/11/2017 10:07

Senador pede reunião emergencial com Temer para resolver >caos> na Saúde de MT

O senador mato-grossense José Medeiros (Podemos) solicitou uma reunião de emergência com o presidente da República, Michel Temer (PMDB), a fim de discutir possíveis saídas para a crise da saúde pública no Estado. Em um vídeo, publicado em suas redes sociais, o senador explica que o encontro é para pedir celeridade na liberação das emendas impositivas da bancada federal.

“Diante da situação da saúde de Mato Grosso e da informação do Governo do Estado que não tem dinheiro para fazer o repasse, tanto para a Santa Casa, quanto para os outros hospitais, eu tomei a iniciativa de fazer o pedido de uma audiência com o presidente da República Michel Temer, para que vá toda a bancada, para que a gente possa levar a gravidade do que está acontecendo em Mato Grosso. Nós destinamos todo o dinheiro das emendas para o Estado, mas é preciso que esse dinheiro seja liberado o mais rápido possível. Porque o Governo do Estado já disse que não tem um centavo para repassar aos municípios”, disse o senador.
Na última segunda-feira (13), a UTI pediátrica da Santa Casa de Rondonópolis fechou oficialmente as portas por falta de recursos para manter internações e realizar atendimentos. Desde a semana passada a unidade não recebia novos pacientes, mas após a transferência das duas últimas crianças fechou oficialmente.
A Secretaria de Estado de Saúde (SES) afirmou que fez um repasse de mais de R$ 300 mil na sexta-feira (11), no entanto, a assessoria da Santa Casa de Rondonópolis afirmou que o valor ainda não caiu na conta do hospital.
“É inadmissível que nosso rico estado siga sofrendo com essa sensação absurda de abandono. Vamos em busca de uma saída”, garantiu o senador.
Emenda da bancada
A expectativa é de que nos próximos dias o Governo do Estado receba cerca de R$ 126 milhões das emendas impositivas da bancada federal e quite seus débitos na área da saúde.
As emendas impositivas da bancada totalizam R$ 156 milhões. Deste total, R$ 82 milhões seriam repassados diretamente para a Prefeitura de Cuiabá, com o intuito de equipar a nova sede do Pronto-Socorro, a ser entregue, segundo o prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), em abril de 2018. Mas, a pedido do governador Pedro Taques (PSDB), os parlamentares decidiram destinar os recursos das emendas para o custeio da saúde pública ainda no ano de 2017, repassando R$ 50 milhões aos municípios do Estado para atenção básica.
No novo acordo, Cuiabá receberá somente R$ 30 milhões, inicialmente, e o restante do recurso será repassado por meio de um Convênio com o Governo do Estado, sem data definida.

Olhar Direto.


Bem Notícias

Diretor Geral
Zied Coutinho

Titulo fixo

Facebook

Bem Notícias - © Copyright - 2016 - Todos os direitos reservados

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo