Saúde e Lazer

22/08/2017 09:49

Lacen-MT confirma que morte de aluno do IFMT não foi causada pela meningite

Resultados de exames divulgados oficialmente pelo Lacen-MT (Laboratório Central de Saúde Pública de Mato Grosso) nesta segunda-feira (21) confirmam que a morte do estudante Fábio Macedo Silva Júnior, 15 anos, não foi causada por meningite. Após sentir-se mal, o aluno do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), do campus de Pontes e Lacerda, foi encaminhado na última quarta-feira (16) para o Hospital São Luiz, em Cáceres, mas não resistiu e acabou morrendo na quinta-feira (17).

A doença, que pode ser transmitida de pessoa para pessoa, provoca dor de cabeça forte, febre e rigidez do pescoço, devido à inflamação das meninges, que são o tecido que envolve o cérebro e a medula. Como a doença foi descartada, a coordenadora da Vigilância Epidemiológica da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Alessandra Moraes, disse que as investigações continuam e novas informações devem ser divulgadas.

“O resultado descarta que a causa tenha sido por meningite. Isso é importante para tranquilizar a população. Caso o resultado confirmasse a doença, a Secretaria Estadual de Saúde adotaria as providências que o caso requer. A investigação continua e no início da próxima semana deve sair o resultado para hantavirose, doença transmitida por roedores”, explicou à coordenadora.

Fábio morava em Pontes e Lacerda e estudava o 1º ano do Ensino Médio e também fazia o curso de técnico de Controle Ambiental no IFMT.  Na sexta-feira o IFMT emitiu uma nota informando que estava em contato com a Secretaria Municipal de Saúde de Pontes e Lacerda para que as possíveis providências fossem tomadas e também lamentando a morte do aluno. “O instituto lamenta intensamente esta fatalidade e, neste momento de perda e dor, tem prestado apoio aos familiares, amigos e colegas”, diz trecho da nota.

Os exames feitos pelo Lacen foram concluídos no final da tarde de sexta-feira (18). Com base nos laudos emitidos pelo laboratório, o diretor do Escritório Regional de Saúde de Pontes e Lacerda, Romes Ferreira de Amurim, encaminhou um ofício ao diretor do IFMT, Stéfano Teixeira Silva, informando a respeito.  No ofício, Amurim escreveu que os exames deram “resultado negativo para meningite nos três métodos de análise que foram realizados”.

No ofício, o diretor do Escritório Regional também tranquiliza o diretor do IFMT, já que, “segundo Protoloco do Ministério da Saúde para doenças meningocócicas neste caso em particular não há necessidade de se realizar quimioprofilaxia dos contatos, já que o resultado fora negativo para meningite”. Com base nos resultados, a própria secretaria Municipal de Saúde de Pontes e Lacerda descartou a necessidade de ações de profilaxia ou desinfecção do campus.


Bem Notícias

Diretor Geral
Zied Coutinho

Titulo fixo

Facebook

Bem Notícias - © Copyright - 2016 - Todos os direitos reservados

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo