Política

13/04/2018 13:27

Wilson reestreia liderança em manobra que tira oposição da análise das contas de Taques

Alçado novamente à condição de líder do governo na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, o deputado estadual Wilson Santos (PSDB) decidiu priorizar a apreciação das contas de 2016 da gestão do governador José Pedro Taques (PSDB). O relatório final com parecer favorável do Tribunal de Contas do Estado (TCE) se encontra em tramitação desde 4 de julho do ano passado, sem sequer ter sido analisado na Comissão de Finanças e Fiscalização da Execução Orçamentária do Poder Legislativo.
 
A licença por 150 dias do deputado Doutor Leonardo Albuquerque (SD), que era líder do governo há menos de um mês, devolveu a liderança para Wilson Santos. “Vou dar um cascudo no Doutor Leonardo, porque não foi isso que combinamos”, desconversou ele, para o Olhar Direto, sobre o fato de voltar ao cargo que desdenhou.

Numa autêntica estratégica de jogador de pôquer, por também ser presidente da Comissão de Fiscalização, Santos nomeou o deputado Saturnino Masson (PSDB) como relator do processo que analisa as contas de 2016 de Pedro Taques, frustrando os planos da oposição.
 
Para o presidente da CFEO, está na hora de votar as contas.  “O TCE já deu parecer favorável à aprovação das contas, com ressalvas. Designei o deputado Saturnino Masson, como relator. E ele se comprometeu em devolver na terça-feira [17]. Existe um pedido de vistas do deputado Silvano Amaral [PMDB] que eu deferi” , observou o líder governista.
 
“Senhores: as contas estão desde 4 de julho de 2017 em tramitação na Assembleia. Está há mais de nove meses. Vamos fazer duas ou três reuniões por semana para colocar os trabalhos em dia, para dominar a situação e permitir que as matérias sejam apreciadas em plenário”, justificou Santos.
 
A manobra de Wilson em colocar Saturnino como relator, sem debater com a Comissão, derrubou a pretensão de Zeca Viana em assumir a relatoria.
 
Wilson Santos sabe que existem dezenas de vetos do governador para serem votados e que estão trancando a pauta. “Pedi ao presidente Eduardo Botelho que priorize a apreciação dos vetos. E que, se possível, até o final do mês limpe a pauta dos vetos”, ponderou o presidente da CFEO.
 
Além das contas do exercício 2016 do governo, Santos revelou a expectativa de chegada à Assembleia Legislativa das mensagens do projeto de lei que cria o Fundode Estabilização Fiscal (FEF), a reforma tributária e a nova reforma administrativa, consideradas matérias expressivas e importantes.

Olhar Direto.


Bem Notícias

Diretor Geral
Zied Coutinho

Titulo fixo

Facebook

Bem Notícias - © Copyright - 2016 - Todos os direitos reservados

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo