Política

09/02/2018 11:28

“Jogar a culpa na crise é coisa de quem não fez a lição de casa”

Ex-prefeito Mauro Mendes disse que governador poderia ter tomado medidas e corrigido erros

O ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), fez duras críticas ao governador Pedro Taques (PSDB) e atribuiu ao aliado parcela de responsabilidade em relação à crise enfrentada pelo Governo do Estado.

De maneira recorrente, a gestão Taques se depara com dificuldades para quitar salário de servidores ou para efetuar repasses aos municípios e aos Poderes do Estado, por exemplo.

O governador, também de forma reiterada, afirma que Mato Grosso sofre, nos últimos anos, o impacto de uma grave crise econômica - e, inclusive, projeta tempos “sombrios” para os próximos meses.

“Houve crise sim, falar que não houve é desconhecer. Mas, em 2017, o PIB voltou a crescer, houve geração de emprego, a balança comercial bateu recorde. Existem muitos indicadores positivos que mostram que já se desfez aquela névoa, aquele mar de incerteza”, disse Mauro.  

“Não dá mais para ficar com discurso de crise. Reclamar e jogar a culpa na crise é muito mais para quem não fez a lição de casa na hora certa. Quantos Estados estão atrasando salário hoje? Se fossem vinte, tudo bem, mas não é, são cinco ou seis. Então esses têm problemas em casa”, afirmou o ex-prefeito, em entrevista à Rádio Vila Real FM, nesta quinta-feira (8).

 

Culpa a Silval

Mauro também criticou o fato de Taques culpar o ex-governador Silval Barbosa (PMDB) pelas dificuldades do Executivo.

Na avaliação do ex-prefeito, o Governo Taques tem erros e não se planejou da forma que deveria.

“Isso é lamentável. Não tem como dizer que não houve erros. Seria esconder o sol com peneira. Cabe ao governo, ao próprio governador vir a público e dizer quem errou. Ficar falando só que é Silval, não dá. O Taques poderia, no começo do seu mandato, ter tomado medidas necessárias e corrigido erros que ele atribui a Silval Barbosa”, disse Mauro.

“Alguém errou. Quem foi? O governador Taques, certamente deve ter a culpa dele, assim como deve ter tido o Silval. Os problemas não nasceram só nos últimos três anos. A saúde pública, por exemplo, é um problema estrutural, falar que é culpa de Pedro Taques seria injustiça. Agora, problema grave se encara de frente, toma medidas duras, na hora certa. Com conversinha fiada, promessas vazias não administra e não entrega resultados”, disparou o ex-prefeito.

“Duodécimo e confusão”

Outro crítica do ex-prefeito foi relacionada aos atrasos no pagamento de duodécimo (repasse constitucional) aos Poderes e instituições.

“Quem aumentou o orçamento dos Poderes de 2015 para 2016? Não devia ter aumentando tanto. Aumentou e agora não consegue pagar. Cria uma confusão”, disse.

Não o bastante, Mauro ainda lembrou que as reformas administrativa e tributária, prometidas pelo Governo Taques, não saíram do papel.

“Ouvi, durante muito tempo, o governo falar que estava preparando uma reforma administrativa e uma reforma tributária. E pergunto: Houve nos últimos três anos alguma dessas reformas?”, questionou.

Midia News.


Bem Notícias

Diretor Geral
Zied Coutinho

Titulo fixo

Facebook

Bem Notícias - © Copyright - 2016 - Todos os direitos reservados

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo