Política

04/12/2017 10:59

Grupo de Mendes busca partido “mais confortável” para 2018

Dissidentes do PSB analisam filiação no DEM, PR e PP; grupo se reúne nesta semana para conversas

O grupo do ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes - até o momento, filiado ao PSB - irá se reunir na próxima terça-feira (05), em Cuiabá, para começar a definir sua futura sigla. A informação é do deputado federal Fábio Garcia.

As conversas estão adiantadas com o Democratas (DEM), mas, conforme informou MidiaNews, na semana passada, novas propostas surgiram do Partido da República (PR) e do Partido Progressista (PP), em especial à candidatura de Mendes.

 Segundo Garcia, o partido escolhido será o que for “mais confortável” ao grupo.

 “A gente tem um excelente relacionamento com o senador Wellington Fagundes, e o PR sempre esteve no nosso radar, como possibilidade. Hoje, temos três partidos com os quais temos dialogado com mais intensidade, que são PR, PP e DEM. O que queremos é ir para um partido no qual o nosso grupo político, como um todo, possa ficar confortável”, afirmou.

 

Hoje, temos três partidos com os quais temos dialogado com mais intensidade. O que queremos é ir para um partido que o nosso grupo político, como um todo, possa ficar confortável”

“Temos cinco deputados estaduais, 16 prefeitos, nove vice-prefeitos, dois deputados federais. É um conjunto de questões. Queremos um partido que possamos ir e ter um maior conforto. É uma questão de grupo, não de uma candidatura específica. Vamos pensar e refletir e tomar a melhor decisão”, disse.

 O deputado negou que esteja condicionando aos partidos cederem a presidência de seus diretórios. Segundo ele, o grupo não tem discutido isso.

 “Não vamos colocar a carroça na frente dos bois. Nem decidimos para que partido vamos. Primeiro, vamos decidir o partido para, depois, discutir outras questões”, afirmou.

 “O momento agora é, na verdade, de tranquilidade. Temos até março para decidir isso. Então, o prazo ainda nos permite dialogar bastante. Vamos ter tranquilidade para poder tomar a melhor decisão para o grupo”, disse.

 Divergências com o DEM

 O parlamentar também negou que as recentes declarações de líderes do DEM, como o ex-senador Jaime Campos e o deputado estadual Dilmar Dal’Bosco, tenham esfriado as negociações com o partido.

 Ambos são contra que o grupo de Mendes assuma a presidência regional por decisão do diretório nacional. Eles defendem uma eleição interna.

 “Isso não muda nada. Vamos continuar dialogando com o DEM, que é quem está mais avançado, e estamos dialogando com outros partidos. E vamos tomar a decisão conjuntamente. Então, não muda nada”, completou.

Fonte: Mídia News


Bem Notícias

Diretor Geral
Zied Coutinho

Titulo fixo

Facebook

Bem Notícias - © Copyright - 2016 - Todos os direitos reservados

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo