Plantão

16/04/2018 10:55

Arbitragem de MT tem atuação desastrosa em jogo e não apita mais primeira divisão

Atualização 16h09 - A Comissão de Arbitragem da CBF decidiu afastar o trio mato-grossense dos jogos da primeira divisão do Campeonato Brasileiro, após a desastrosa atuação de Wagner Reway e seus assistentes, Fábio Rodrigo Rubinho e Marcelo Grando. Eles passarão por uma espécie de reciclagem na série B da competição, por conta dos erros considerados "fora do comum" pela entidade: "Se estiverem no nosso padrão, podem e devem voltar", disse o Coronel Marcos Marinho, chefe da comissão de arbitragem ao UOL.

11h45 - A arbitragem mato-grossense da partida entre Flamengo e Vitória, válida pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro de 2018, no último sábado (14), roubou a cena de forma negativa, no Barradão, na Bahia. O árbitro Wagner Reway marcou um pênalti inexistente contra o Flamengo e ainda expulsou um dos seus jogadores de forma equivocada. Depois, o auxiliar Fabio Rodrigo Rubinho não viu um impedimento claro no gol que Réver marcou para o time carioca.
 
A atuação da arbitragem de Mato Grosso foi marcada por decisões erradas em lances claros. Com apenas nove minutos do primeiro tempo, Rhayner acerta o rosto de Éverton Ribeiro, que evita, em cima da linha, o que seria o gol de empate do Vitória. Porém, Reway apontou para a marca da cal e assinalou pênalti, alegando toque de mão do jogador rubro-negro (Everton Ribeiro), que ainda acabou expulso por conta do lance.
 
Na cobrança, o Vitória saiu na frente com o gol de Yago. Já na segunda etapa, dois lances também chamaram a atenção: Aos 21, Diego caiu na área após chegada de Ramon e pediu pênalti, mas Wagner mandou o jogo seguir. No gol de Réver, foi a vez do auxiliar Fabio Rodrigo Rubinho errar. Ele não deu impedimento claro de Willian Arão no início da jogada.
 
No fim, a partida terminou em 2 a 2. A situação reacendeu a polêmica envolvendo a não implantação do árbitro de vídeo no Campeonato Brasileiro deste ano. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) considerou a operação muito cara e queria atribuir aos clubes a responsabilidade pelas despesas.
 
“Na verdade, teve questionamento dele. Ele disse que teve a convicção que foi pênalti. Que até agora não tinha chegado nada a ele. Pediu orientação, ajuda aos jogadores, acho que teve alguma coisa questionável sobre o vídeo e muitas equipes votaram contra. Acho que o quanto puder ajudar a arbitragem para beneficiar o espetáculo, é válido. É difícil questionar, ele vai errar. A gente precisa ajudar a arbitragem para não ser sempre culpada de tudo", disse o zagueiro Réver, do Flamengo, ao Premiere.
 
Reway começou a arbitrar em 2004 pela Federação Mato-grossense de Futebol (FMF). Em 2009, foi eleito o árbitro relevação do Campeonato Brasileiro. Já no início do ano passado, ele passou a integrar o quadro de árbitros da FIFA, tornando-se o primeiro do Estado a obter este feito.

Olhar Direto.


Bem Notícias

Diretor Geral
Zied Coutinho

Titulo fixo

Facebook

Bem Notícias - © Copyright - 2016 - Todos os direitos reservados

Crie seu novo site AgenSite
versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo